Você está aqui:Home » Filatelia » Inclinados, a segunda série brasileira

Inclinados, a segunda série brasileira

A segunda série de selos brasileiros surgiu de uma reclamação do então Inspetor da Tesouraria de Sergipe. Em ofício ao Diretor Geral dos Correios da época, ele reclamava da facilidade com que eram reutilizados os selos anteriores, ou seja, os Olhos de Boi. Foi, então, ordenada a impressão de uma nova série, num formato menor, papel muito mais fino e com uma cola tal que fosse muito difícil arrancá-los por inteiro.
Os primeiros valores impressos foram de 30, 60 e 90 réis (mesmos dos Olhos de Boi), gravados em matrizes de aço e transferidos para chapas de cobre na Casa da Moeda. Por conta da posição inclinada dos numerais, logo ganharam o apelido que ficou: “INCLINADOS”.
A tiragem inicial, impressa na Oficina de Estamparia das Apólices, teria ficado pronta em 23 de março de 1844, com as seguintes quantidades: 900.000 (30rs), 2.800.000 (60rs) e 500.000 (90rs). O início da circulação dos Inclinados foi em 1º de julho de 1844.
Exatamente um ano depois dessa primeira tiragem, surgiram os valores mais altos: 180, 300 e 600 réis. Em 1846, inicialmente destinado apenas ao porte mínimo de jornais, foi impresso o selo de 10 réis.
Segundo o Catálogo Histórico dos Selos do Império do Brasil (1843-1889), de Marcelo Studart, os três maiores valores dos Inclinados tiveram tiragem totais muito baixas: 50.000 (180rs), 40.000 (300rs) e 20.000 (600rs). Também por isso, são considerados os selos tipos mais valiosos do Brasil, sendo verdadeiros “sonhos de consumo” para a grande maioria dos filatelistas.
Na Filatélica Online, há um belíssimo exemplar do 300 réis usado, com certificado de autenticidade emitido pelo renomado José Luís Fevereiro (veja aqui). Essa raridade, como todos os outros produtos disponíveis no site da filatélica, podem ser divididos em até seis vezes sem juros, pelo cartão de crédito. Acesse o site www.filatelicaonline.com.br e confira!

Sobre o autor

Número de entradas : 142

Deixe um comentário

 

© 2012 Portal Filatelia. Todos os direitos reservados - Desenvolvido por: UTI das Ideias

Voltar para o topo